29 de nov de 2012

Resenha Literária

Uma história sobre reflexão e como você, ser humano comum, pode ajudar a mudar o mundo. Hoje trago a resenha do livro O Vendedor de Sonhos (Vol. 1- O Chamado) de Augusto Cury.



Sinopse 

Um homem desconhecido tenta salvar da morte um suicida. Ninguém sabe sua origem, seu nome sua história. Proclama aos quatro ventos que a sociedades modernas se converteram num hospício Global. Com uma eloqüência cativante, começa a chamar seguidores para vender sonhos. Ao mesmo tempo em que arrebata as pessoas e as liberta do cárcere da rotina, arruma muitos inimigos. Será ele um sábio ou um louco? Este é uma romance que nos fará rir chorar e pensar muito.


Minha opinião

 "O Vendedor de Sonhos", com um título desses é de se jogar nessa leitura com a certeza de que esta será incrível, correto? Neste caso, errado.

O título, a sinopse, tudo promete um leitura reflexiva e agradável, entretanto, para mim, não foi. Achei, em grande parte do tempo, o livro monótono, sem muita movimentação. A cada página repetia-se as palavras 'psique' ou então 'sociedade' e isso persiste até o fim.

O Vendedor de Sonhos conta a história de Júlio Cesar, que à beira de um edifício tenta o suicídio, quando aparece um senhor de péssima aparência que começa a instigá-lo e propõe que ele acompanhe-o na sua venda de sonhos.

Depois disso, segue uma avalanche de propostas utópicas de como melhorar a sociedade e trasformar o mundo. Tirando o fato da seguir a linha párabolas de Jesus Cristo, que me descativou desde o princípio. Desde o ínicio tem-se a impressão de estar lendo um livro de auto-ajuda não intítulado desta forma, e para quem não é fã deste estilo, torna-se excessivamente maçante.

Passa-se então 250 páginas com uma vontade louca de largá-lo, porém, no finalzinho, os fatos começam a desenrolar mais rápidamente e o desfecho realmente me surpreendeu. Todavia, neste caso, não pode-se fazer valer o fechamento pela história enfadonha toda.

Augusto Cury, escritor e psiquiatra brasileiro, tem certamente uma sensibilidade diferenciada das demais, escrita simples e cheia de metáforas, itens que fariam qualquer um pegar o livro para ler e no mínimo se emocionar, e foi o que aconteceu com uma parcela dos seus leitores, entretanto, não comigo. Só li porque realmente não gosto de abandonar um livro, com a sensação de que ele poderia ter melhorado e eu perdido uma grande história. Claro que gostos são gostos, como dizem, mas particularmente não gostei e não indicaria.


"Partiu sem direção, sem agenda, vivendo cada dia sem pressa, sem mapa, como o vente que sopra e ninguém sabe de onde vem, nem para onde vai..."
(O Vendedor de Sonhos, pág 289)

Mais informações e outras resenhas: aqui;

Já leste um livro deste autor? O que achou? Comente!

26 de nov de 2012

Que tal assistir?

Para começar a semana num clima de suspense, que tal assistir O Sexto Sentido?


Sinopse

O psicólogo infantil Malcolm Crowe (Bruce Willis) abraça com dedicação o caso de Cole Sear (Haley Joel Osment). O garoto, de 8 anos, tem dificuldades de entrosamento no colégio e vive paralisado de medo. Malcolm, por sua vez, busca se recuperar de um trauma sofrido anos antes, quando um de seus pacientes se suicidou na sua frente.


Para quem se interessou pelo filme, aqui está o link onde você pode assistir o filme completo: O Sexto Sentido- Youtube




22 de nov de 2012

Passaporte Carimbado

Bem-vindos novamente! O Passaporte Carimbado de hoje tem uma escala direta com a Ilha do Encanto, Porto Rico. Que tal conhecer San Juan?


San Juan, capital e maior cidade de Porto Rico, situa-se no nordeste da ilha e inclui um centro histórico de arquitetura secular, com portos ainda ativos e fortes militares datados dos séculos XVI-XIX, além de fantásticas praias, museus, parques e diversos outros tipos de lazer.
Mundialmente conhecida pela salsa e pelo clima tropical, San Juan possui diversas alternativas de entretenimento, como o Casino de Porto Rico, um grande edifício com um candelabro de 3,7 metros e uma enorme sala de baile, construído pouco antes da I Guerra Mundial. Há também o Teatro Tapia, construído em 1832, é um dos mais antigos teatros do Hemisfério Ocidental e o Parque Muñoz Rivera, situado à beira-mar, é um ótimo local para passeios a pé.
Para passeios com intuito histórico e cultural, há diversos museus, como o La Princesa. Com belas vistas sobre a Baía de San Juan, trata-se de uma antiga prisão, que atualmente é um museu de história. Foi construída em 1837, e é um edifício muito bonito, rodeado por um muro, possui uma bela fonte e muitas árvores. Também há o Ateneo de Puerto Rico. Fundado em 1876, é a maior instituição cultural do país.
Opções para sair à noite e dançar não faltam. O El Patio de Sam é um dos bares mais populares com uma boa variedade de cervejas. O Rumba é outro bar bastante frequentado onde foram filmadas algumas cenas do filme Dirty Dancing: Noites de Havana.
Uma alternativa de luxo para a hospedagem é o El Convento Hotel. Situado no coração de San Juan, este pequeno hotel de luxo foi um convento até fins do século XIX. Tem piscina no telhado e vistas espetaculares do Viejo San Juan. Há também o Courtyard by Marriott Isla Verde, um  hotel situado na maravilhosa praia de Isla Verde, a minutos do aeroporto internacional de San Juan, com vários restaurantes e um casino.
A 90 minutos ao sul de San Juan pode-se conhecer Ponce, segunda maior cidade de Porto Rico. Banhada pelo Mar do Caribe, possui um dos melhores carnavais de Porto Rico, que leva para as ruas foliões vestidos com máscaras de papelão que lembram figuras demoníacas.
Porto Rico sendo um Estado livre associado aos Estados Unidos requer visto americano no passaporte para entrar e a moeda corrente é o dólar ianque. A língua oficial é o espanhol, entretanto, em grande parte dos estabelecimentos há funcionários que falam inglês.


Fontes/maiores informações: aqui e aqui;

Já conhece a Ilha do Encanto? Comente então!

18 de nov de 2012

Dica de Leitura + Resenha

Mais uma vez temos um livro de crônicas da gaúcha Martha Medeiros como tema da resenha semanal (que pelo menos deveria ser semanal...)  Vamos lá?


Sinopse - Non-Stop - Crônicas do Cotidiano
Vivemos um tempo de manchetes espetaculares explodindo nos jornais; a vida passa ao vivo pela TV e todos nós acabamos por compartilhar planetariamente os dramas do mundo. E se por um lado há o grande mundo que todos vêem pela televisão, por outro, há o pequeno e anônimo mundo de cada um de nós. O cotidiano dos milhares de pessoas que circulam pela cidade grande com suas incertezas, alegrias, dúvidas, paixões, dramas e esperanças.
Martha extrai da complexidade dos tempos que correm a reflexão que atinge e aquece o coração dos seus leitores. E por isso é admirada. Cronista de sucesso, é autora dos best-sellers "Trem-Bala" e "Divã" (ambos adaptados com sucesso para o teatro). Poeta de rara sensibilidade, publicou vários livros de poesia com reconhecimento de público e crítica. Uma escritora que se destaca como uma das grandes vozes da literatura contemporânea brasileira.



Minha opinião: Ler Martha Medeiros é como observar a infinitude do Grand Canyon, ouvir uma música e pensar: "cara, parece que esta canção foi escrita para mim!" É isso que sinto toda vez que degusto as crônicas e os livros desta gaúcha fantástica. Gosto, adoro, amo. Leio bem devagar só para ter a sensação de que vai durar mais, de que ela sempre dormirá na cabeceira da minha cama. Assim como uma leve brisa num dia escaldante, Non-Stop é uma refrescante pausa que me presenteava todo final de dia. Dormir após ler Martha Medeiros é sonhar, ou então, no mínimo, dormir tranquilamente.
Ela instiga, provoca, apaixona. Quando leio suas crônicas tenho a sensação de que não sou a única 'louca' que pensa de uma forma diferente (ou melhor, exclusiva) dos demais.
As crônicas foram escritas no início deste milênio, porém, continuam tão vívidas e reais como se tivessem sido escritas ontem. Um retrato fiel do dia-a-dia feito por uma mulher que vê o mundo de um jeito totalmente particular.
Para quem acaba o livro, fica aquele gostinho de quero mais que pode ser substituído por qualquer outro livro de crônicas da escritora, afinal Martha Medeiros sempre será uma leve brisa que nos distraí do preto e cinza excessivos do cotidiano.

"Comece a correr atrás dos seus sonhos, a valorizar as coisas simples e a zelar pelo o que só você tem: sua vida. Aos deuses, peça apenas que não interfiram."
(Non-Stop, pág 178)



17 de nov de 2012

Enquanto a inspiração para uma nova resenha literária não vem, confere aí mais um Aperte o play!
especial Ritmos Latinos (e não, não estou falando do cara do 'com tudo/kuduro' ) !
  • Corazón Espinado (feat. Santana) - Maná



  • Shakira - La Tortura (feat. Alejandro Sanz)




  • Torero- Chayanne




  • La camisa negra- Juanes


  • Mi Delirio - Anahí




Espero que tenham curtido e até mais um Aperte o play!

10 de nov de 2012

Passaporte Carimbado

O destino de hoje é a lendária Machu Picchu, vamos lá?


Um dos maiores monumentos arquitetônicos do planeta e o mais importante sítio arqueológico das Américas, Machu Picchu fica a 120 Km de Cusco, a capital do Império Inca, que dominou a América Andina até o início do século XVI.
 Machu Picchu significa 'velha montanha' em Quéchua, língua nativa,  é considerado um local místico, o mais importante ponto turístico do Peru. Há apenas duas maneiras de chegar até a cidade: pela clássica Trilha Inca ou por trens vindos de Cusco
Um dia é suficiente para conhecer Machu Picchu, partindo e voltando de Cusco no mesmo dia. Mas o ideal é pernoitar, o que pode ser feito no Machu Picchu Santuary Lodge (opção de luxo, hotel adjacente às ruínas) ou em Aguas Calientes.
Para visitar Machu Picchu o ideal é planejar a viagem para abril, maio, junho, setembro e outubro. Nos demais meses chove há muita movimentação de turistas. Lembrando que o visto não é necessário.

Informações indispensáveis para quem for viajar aqui. Mais detalhes sobre esta cidade que é uma das 7 novas maravilhas do mundo aqui;
Neste link há um roteiro para quem queira se aventurar com uma mochila, muita coragem e pouco dinheiro no bolso.


7 de nov de 2012

Que tal assistir?

Para hoje recomendo-lhes um filme de drama: "Sempre ao seu lado". Que tal assistir?


Sinopse: Parker Wilson é um professor universitário que, ao retornar do trabalho, encontra na estação de trem um filhote de cachorro da raça akita, conhecido por sua lealdade. Sem ter como deixá-lo na estação, Parker o leva para casa mesmo sabendo que Cate , sua esposa, é contra a presença de um cachorro. Aos poucos Parker se afeiçoa ao filhote, que tem o nome Hachi escrito na coleira, em japonês. Cate cede e aceita sua permanência. Hachi cresce e passa a acompanhar Parker até a estação de trem, retornando ao local no horário em que o professor está de volta. Até que um acontecimento inesperado altera sua vida.

4 de nov de 2012

Dica de Leitura + Resenha

Cassandra Clare, escritora de  fanfics sobre Harry Potter nas horas vagas, é autora da série Os Instrumentos Mortais, a série que tornou-se a minha (e de vários outros leitores) 'queridinha' dos últimos tempos. Quer conferir a resenha sobre o primeiro livro da série? Apresento-lhes 'Cidade dos Ossos'



Sinopse  Um mundo oculto está prestes a ser revelado... Quando Clary decide ir a Nova York se divertir numa discoteca, nunca poderia imaginar que testemunharia um assassinato - muito menos um assassinato cometido por três adolescentes cobertos por tatuagens enigmáticas e brandindo armas bizarras. Clary sabe que deve chamar a polícia, mas é difícil explicar um assassinato quando o corpo desaparece e os assassinos são invisíveis para todos, menos para ela. Tão surpresa quanto assustada, Clary aceita ouvir o que os jovens têm a dizer... Uma tribo de guerreiros secreta dedicada a libertar a terra de demônios, os Caçadores das Sombras têm uma missão em nosso mundo, e Clary pode já estar mais envolvida na história do que gostaria.


Minha opinião: 
Por uma obra do destino, comecei a ler esta série literalmente de trás pra frente, ou seja, comecei a ler Cidade de Vidro (o volume três), depois li Cidade das Cinzas (volume 2) e agora, finalmente, li o volume um. Calma, não sou louca, o problema é que comprei o volume três 'acidentalmente' numa promoção, sem fazer ideia do que se tratava. Confesso: a capa me conquistou desde o primeiro momento e então, já que estava com um belo desconto, resolvi levá-lo para casa, e deu no que deu. Graças a isso, aqui estou comentando um dos acidentes mais agradáveis o que o mundo literário me proporcionou.
Apesar de ter lido os outros dois livros antes deste, fiquei ansiosa da mesma forma, suspirei do mesmo jeito e me vi entrelaçada na história como se não conhecesse os personagens já de longa data.
Cassandra Clare, em vários pontos, mostrou o seu lado escritora de fanfics sobre Harry Potter (que eu particularmente amo) e dá até uma noção de que se está lendo HP, mas isso não interfere na estória, apesar de ambas apresentarem magia, lobisomens  e outros personagens sobrenaturais.
A história começa quando Clary e seu amigo Simon ( que para mim tanto lembra o Rony Weasley...) vão a uma famosa boate novaiorquina, onde Clary vê garotos misteriosos acompanhados de uma bela garota de cabelos negros que cometem um crime. Se já não bastasse isso, somente ela, Clary, pode vê-los.
A história começa a desenrolar quando a mãe de Clary é sequestrada e então ela  passa a contar com a ajuda do belo e sarcástico Jace, um dos garotos misteriosos da boate, que a apresenta ao mundo dos Caçadores de Sombras, o Submundo e outros seres que nem a sua imaginação seria capaz de imaginar.
Nesta história cheia de reviravoltas, há aventura, amor, ação, suspense... Cidade dos Ossos é um romance sobrenatural que revoluciona esta categoria tão em alta, porém cheia de obras com o mesmo teor de mesmice.  
Leiam, em ordem, mas leiam! 
Segue aqui a sequencia dos volumes: Cidade dos OssosCidade das CinzasCidade de VidroCidade dos Anjos Caídos e Cidade das Almas Perdidas ( que ainda não foi lançado no Brasil).



3 de nov de 2012

Passaporte Carimbado

E hoje estreia um 'quadro' novo no Primeiros Erros. Trata-se do 'Passaporte Carimbado' e como você pode ter notado pelo próprio nome, falaremos sobre viagens, porque, afinal, nada melhor do que ser um eterno turista.
 Bem-vindos a bordo!




Cidade perfeita para quem gosta de pedalar, Amsterdã é a capital da Holanda e uma das mais encantadoras cidades europeias.
Além de passeios prazerosos de bike, pode-se conhecer a cidade através de saídas a bordo de um barco que navega pelos canais da cidade, ver os famosos moinhos e visitar a casa de Anne Frank. Para quem gosta de uma boa festa, Amsterdã abriga uma prestigiada casa de festas chamada Paradiso, localizada no local de uma antiga igreja, com seu exterior excepcionalmente belo, é o lugar ideal para quem gosta de música pop.
Não pode-se visitar esta cidade sem conhecer o Hortus Botanical Garden, o jardim botânico de Amsterdã,  um dos mais antigos do mundo, e sem contemplar o Vondelpark Amsterdam, o mais famoso parque da cidade.
Não podemos esquecer também das inúmeras igrejas, mundialmente conhecidas pela sua arquitetura e do Pathe Tuschinski , um monumental cinema situado entre as praças Rembrandt e Munt.

Você pode conferir mais informações aqui,  e aqui! 



Estou perdidamente apaixonada pela Holanda, e pensar naquele mar de tulipas e aqueles cenários de filme... Passaporte Carimbado para Amsterdã, urgentemente!
Qual é o destino dos seus sonhos? Comente!