13 de mai de 2013

Resenha Crítica


Precursor do Romantismo no Brasil, “A Moreninha” possui todos os elementos necessários para agradar o público leitor. Que tal curtir essa resenha?

Sinopse




Como se manter fiel ao juramento de amor feito no passado, diante de uma nova e ardorosa paixão? É o que se pergunta Augusto ao conhecer Carolina, a Moreninha. Esta divertida história de amor retrata com 
perspicácia a sociedade do Rio de Janeiro do Segundo Reinado.



Minha opinião:


Considerado o primeiro romance puramente brasileiro, “A Moreninha” retrata o cotidiano de estudantes de medicina, os hábitos da burguesia fluminense e os costumes da época. 
Para um primeiro best-seller da jovem literatura do Brasil, a obra saiu-se muito bem. Com o intuito de agradar única e exclusivamente o público leitor, Joaquim Manuel de Macedo detém-se em escrever um romance aos padrões Românticos, com heróis íntegros e donzelas angelicais e praticamente inatingíveis, entretanto, sem esquecer-se dos detalhes propriamente brasileiros e tropicais, como uma protagonista morena, opondo-se à clássica e perfeita heroína loira dos padrões europeus.
— Ela é travessa como o beija-flor, inocente como uma boneca, faceira como o pavão, e curiosa como... uma mulher.
(Capítulo V)

As características do Romantismo, escola literária do século XIX, transbordam a todo momento. Nas caracterizações dos cenários, dos personagens, da moda, no emprego excessivo de adjetivos e na série de obstáculos que todo herói romântico precisa superar para alcançar o coração da sua amada.
Macedo busca criar uma literatura de entretenimento, de linguagem simples, destinada ao amplo público leitor da recém-formada República brasileira. Recriando uma realidade onde estes pudessem projetar seus anseios, vivendo durante a leitura um retrato da vida que gostaria de levar.
A subjetividade é altamente valorizada, assim como os sentimentos individuais, porém não se tem por preocupação promover reflexões mais intimistas, críticas à sociedade ou às mudanças do período transitório em que o livro foi escrito.
Para os padrões atuais, “A Moreninha” configura-se com uma estória água-com-açúcar, ingênua e sutil, porém “o que não se pode esquecer é que um romance é a construção de um espaço específico em que a Vida, mesmo fingida, aparece como Verdade.” 
Em suma, pode concluir-se que a leitura agradou e surpreendeu grande parte do grupo, principalmente pela proximidade que o livro tem com as telenovelas atuais, seguindo a receita, descoberta por Joaquim Manuel de Macedo, que tanto deu certo.
A mistura de um amor impossível, situações cômicas e cenários deslumbrantes conserva-se até hoje, mostrando que o livro continua atual, leve e cumprindo o seu papel: entreter e faz sonhar.



Amor?... Amor não é efeito, nem causa, nem princípio, nem fim, e é tudo isso ao mesmo tempo;
(Capítulo XIX)

22 de fev de 2013

Passaporte Carimbado

Uma cidade no sudoeste colombiano esconde lugares de tirar o fôlego. Que tal conhecer Ipiales com o Passaporte Carimbado de hoje?
Próxima da fronteira com o Equador localiza-se Ipiales,cidade que tem como principal ponto turístico o  Santuario de Nuestra Senõra de Las Lajes. Sua localização sobre um penhasco de pedra, ao lado de uma bela cascata que termina em um rio de águas límpidas, encravada no Canyon de Guaítara a transformam em uma das mais bonitas igrejas do continente.
Segundo a lenda, em 1754, a senhora de Quiñones e a filha Rosa, surda-muda de nascimento, estavam repousando numa gruta, situada acima do rio Guaitara, entre Ipiales e Potosi. De súbito, Rosa começou a gritar : "Mamãe, olha esta mestiça com um mesticinho nos braços!" A mãe nada viu. 
Alguns dias depois, Rosa se ajoelhou, no fundo da gruta, diante de uma imagem misteriosa da Virgem Maria, com o Menino Jesus ao colo, vestida com uma túnica rosa, salpicada de flores douradas e um manto branco, ornado de estrelas, de aproximadamente 1,40m de altura. A imagem estava pintada sobre uma pedra plana. Nossa Senhora tinha um terço na mão direita e o estendia a São Domingos, que se apresentava ajoelhado, à sua direita. Na imagem, Jesus oferecia um cordão a São Francisco, também ajoelhado, à esquerda de sua Mãe. Raios luminosos envolviam o Menino Jesus e sua santa Mãe.
Rosa adoeceu e logo morreu. Sua mãe decidiu levar o corpo da filhinha aos pés da Virgem Maria, que se encontrava no rio Guaitara. E a Virgem Maria obteve de seu Filho Jesus, a graça da ressurreição da menina. A mãe, então, radiante de felicidade, foi até à cidade de Ipiales, chegando às 22 horas. Em sua transbordante felicidade, acordou os habitantes da cidade, que ficaram maravilhados com o milagre e fizeram soar os sinos... Às 6 horas da manhã, pequena multidão chegou à beira do rio e lá, sobre a parede rochosa, a imagem da Virgem Santíssima ficou gravada para sempre.
Monumento de Quiñones e sua filha Rosa e ao fundo Arcanjo Miguel

Vista frontal noturna do Santuário



Os muros que envolvem a basílica estão praticamente cobertos por presentes e placas de agradecimento dos milagres realizados pela Virgem de Las Lajes


Próximo à Catedral encontra-se um sítio arqueológico com inscrições de data não determinada, conhecida como Piedra de Los Monos, mostrando que esta mesma região já recebia rituais religiosos muito antes do cristianismo.


Agradecimento/créditos aos blogs Rio BlogPanoramio e Dentro do mochilão pelas fotos e informações.







19 de fev de 2013

O pop operático chegou ao Primeiros Erros. Este é o estilo do Aperte o Play de hoje, com os garotos italianos do Il Volo. Vamos ouvir?

Este é o clássico que regravado pelo Il Volo, fez com que o grupo 'explodisse' mundialmente.




Cheios de talento e simpatia, esse é o Il Volo!


15 de fev de 2013

Dica de Leitura + Resenha

A Verona de William Shakespeare é o pano de fundo deste livro. Você já leu Cartas Para Julieta?

Sinopse 

Cartas para Julieta - Uma Homenagem à Maior Protagonista de Shakespeare, à Mágica Cidade de Verona e ao Poder do Amor - Lise Friedman, Ceil Friedman

A lenda do casal apaixonado de Shakespeare atrai visitantes a Verona, na Itália, todos os anos. Todos os dias, cartas, que costumam ter como endereço simplesmente 'Julieta, Verona', chegam à cidade. Chegam aos montes, em quase todas as línguas possíveis e imagináveis, escritas por românticos que buscam os conselhos de Julieta. E, surpreendentemente, nenhuma fica sem resposta. 'Cartas para Julieta' conta a história dessas cartas e dos voluntários que vêm escrevendo respostas para elas durante mais de sete décadas. O livro reconstitui a história por trás da peça de Shakespeare e leva o leitor até os monumentos que alimentaram a lenda de Julieta e seu Romeu



Minha opinião:

Para aqueles que esperam um romance tão bonito (e clichê) do filme de mesmo título, aviso: não perca o seu tempo.
Cartas Para Julieta trata-se mais de um documento embasado na história da lenda de Romeu e Julieta, eternizada por Shakespeare. O livro conta como duas irmãs conhecem Verona e se apaixonam pela cidade italiana. A partir daí, passam a se interessar pela lenda, pelo Clube da Julieta (Club di Giulietta) e por todas as pessoas que trabalham nisso, fazendo que a personagem jamais saia dos sonhos dos apaixonados espelhados pelo mundo.
A obra trás diversas imagens de Verona, quadros sobre o casal, fotos antigas e cartões postais, além de trechos de diversas cartas enviadas para o Clube da Julieta, todas respondidas à mão pelas suas 15 secretárias voluntárias e atenciosas.
Os correios da cidade de Verona recebem milhares de cartas todos os anos, a maioria endereçada somente "Para Julieta". Algumas outras, porém, endereçam-se a Romeu. Mas a certeza é que todas receberam respostas.
Este livro é mais um passatempo para quem gosta da lenda/história do que uma literatura em si. Além de contar a história, podemos conhecer lugares para passear por Verona e também a receita de um doce, os Baci di Giulietta (beijos de Julieta) criada por um confeiteiro verônes chamado Enzo Perlini, dono da Pasticceria Perlini, bem em frente à casa de Julieta.
A parte artística do livro ficou sensacional. A capa é (daquelas duras, que todo leitor adora!) linda e as páginas são em 'papel de fotografia' e as fontes são fofas demais.

Destaco aqui algumas cartas de diversas partes do mundo, todas procurando conselhos da imortal Julieta:

"Costumo pensar na Julieta: ela era doce e inocente como um anjo, mas ela conheceu o amor, as lágrimas e a dor enquanto ainda era adolescente. Sou apenas alguns anos mais velha do que ela, mas não tenho namorado ainda. Se ao menos pudesse estar aí, naquela sacada, e sonhar por um momento! Só que apenas os sonhos da noite podem realizar meus desejos."

(Feruzah N.- Uzbequistão)

"Querida Julieta
Minha amiga está com muitos problemas. Diz que quer cometer suicídio. Estou com medo por ela. Às vezes isso me deixa muito assutado. Choro por ela e não costumo chorar. Eu gostaria de saber o que posso fazer, antes que seja tarde demais. Por favor, me ajude.
Atenciosamente,
Mark S."
(Washington, 1991)


"Querida Julieta,
Estou numa casamata. Escuto mísseis explodindo e disparos de arma de fogo lá fora. Tenho 22 anos e estou amedrontado. Nosso comandante tinha nos dito que logo precisaríamos sair. Estamos para travar uma batalha corpo a corpo. Pressinto que vou morrer. E envio este bilhete como meu testamento ao mundo ao deixar esta vida. Estou confiando-o a você, símbolo do amor universal. Iludo-me pensando que isso vai fazer as pessoas entenderem a futilidade do ódio."
(Brian L., Vietnã, 1972. )


Mais informações: aqui!

3 de fev de 2013

Passaporte Carimbado

Declarada patrimônio da humanidade pela UNESCO por causa da sua estrutura urbana e arquitetura, a cidade destino do 'Passaporte Carimbado' de hoje é Verona, na Itália. Malas prontas?
Cercada pelo rio Ádige de um lado e pelas colinas da outra parte, Verona é uma das metas turísticas e culturais mais importantes do Vêneto. A sua evolução percorre as épocas mais importantes da história italiana: a sua posição geográfica foi de fundamental importância para os períodos do Resurgimento até aos modernos percursos comerciais. Possui várias pontezinhas, como a Pietra e a Scaligero, que permitem uma bela vista da cidade. 
Atualmente a cidade é um centro vivaz, rico de cores e de ruazinhas pitorescas, e rico também de uma intensa vida cultural- as mostras periódicas e sempre de alto nível na sede da Galleria Moderna no Palácio Forti, a estação lírica de verão na Arena, a estação musical do Teatro Filarmônico, a prosa ao Teatro Romano, o Museu do Castelvechio- esportiva- é sede de campeonatos mundiais, como por exemplo ocorreu com o ciclismo- e também econômica- graças às diversas Feiras das quais as mais famosas são Vinitaly, Fieracavalli, Marmomac.
Verona é um dos locais onde se passa a história da peça Romeu e Julieta, escrita por William Shakespeare. No centro da cidade existe uma vila onde, pelo que conta a história, Julieta morava. Este é um grande marco da cidade, que recebe a fama de cidade dos namorados, atraindo centenas de turistas.


Veja algumas fotos!
Sacada da Julieta
Porta Bra, acesso à Piazza Bra
Créditos das imagens para o blog Fatos e Fotos de Viagens


Uma cidade que respira romantismo, esta é Verona. Quem quer conhecer e desvendar os seus segredos?





30 de jan de 2013

(http://dontg0away.tumblr.com/post/41703707349)

"As pessoas ao seu redor são você. Elas dividem a sua história. Elas podem até escrevê-la com você. E quando você perde uma, não há dúvida de que você perde uma parte sua.

Charlotte Street- Danny Wallace

23 de jan de 2013

Que Tal Assistir?

Um filme que tem como pano de fundo a Segunda Guerra Mundial dirigido por Quentin Tarantino, não tem como não ser bom, não é? O 'Que Tal Assistir' de hoje traz Bastardos Inglórios .

Sinopse

2ª Guerra Mundial. A França está ocupada pelos nazistas. O tenente Aldo Raine (Brad Pitt) é o encarregado de reunir um pelotão de soldados de origem judaica, com o objetivo de realizar uma missão suicida contra os alemães. O objetivo é matar o maior número possível de nazistas, da forma mais cruel possível. Paralelamente Shosanna Dreyfuss (Mélanie Laurent) assiste a execução de sua família pelas mãos do coronel Hans Landa (Christoph Waltz), o que faz com que fuja para Paris. Lá ela se disfarça como operadora e dona de um cinema local, enquanto planeja um meio de se vingar.

21 de jan de 2013

Não é mistério para ninguém que eu sou uma apaixonada por teatro, principalmente comédia, e é por isso que trago uma seleção de vídeos do grupo Os Barbixas no espetáculo "Improvável - Um espetáculo provavelmente bom ". Então, está esperando o que para o  "Aperte o play!" ?

Fado Improvável

Musical Improvável

Versão Improvável


12 de jan de 2013

Dica de Leitura + Resenha

Primeira resenha do ano!! Hoje teremos 'Aprendendo a Seduzir' de Patricia Cabot.

Sinopse 

Durante um baile, Lady Caroline Linford abre a porta de um dos cômodos e flagra seu noivo, o marquês de Winchilsea, nos braços de outra mulher. 
Para a sociedade vitoriana do século XIX, tais escapulidas masculinas eram normais, e cancelar o casamento seria impensável. O jeito, decide a jovem, é aprender a ser, ao mesmo tempo, a esposa e a amante, para que o marquês nunca mais tenha de procurar outra mulher fora do lar. Por isso, resolve tomar lições - teóricas, claro - sobre a arte do amor com o melhor dos professores: Braden Granville, o mais notório libertino de Londres. 
Logo nas primeiras aulas começam a voar faíscas e as barreiras entre professor e aluna caem. 

Escrito por Meg Cabot, sob seu pseudônimo, esse romance vai mostrar que o amor escolhe seus próprios caminhos, sempre imprevisíveis. 




Minha opinião:

O que falar sobre "Aprendendo a Seduzir"? Eu estava cheia de expectativas em relação a ele e foi surpreendida positivamente. O enredo é muito melhor do que eu imaginava/esperava.
O livro conta a história de Caroline Linford, uma donzela clássica, totalmente indefesa e tímida. Lady Caroline era uma garota rica, graças a herança deixada por seu pai, que, aceita o pedido do sir Hurst, um marquês falido que vive de aparências. Além de muito bonito e charmoso, Hurst salvou a vida do irmão de Caroline e ela passa a misturar o que acha que é amor com a gratidão que sente em relação ao 'salvador'. 
Reparem no 'acha' que utilizei na frase acima. Sim, ela achava, até ver o seu noivo nos braços (e outras partes do corpo) de uma mulher. Não poderia cancelar o casamento, já que os convites já haviam sido enviados e isso denotaria quebra de compromisso, então ela resolve fazer com que seu noivo se apaixone por ela, como esposa e amante, e decide procurar o Don Juan de Londres, Branden Granville, uma homem que saiu da miséria e transformou-se no 'novo rico' londrino, noivo da nada conservadora Lady Jaquelyn (amante de Hurst), para lhe dar aulas sobre 'como fazer amor'.
Num primeiro momento ele recusa imediatamente, mas após alguns dias, repensa sua decisão e passa a dar suas aulas, que logo passam do teórico para algo bem mais prático.
O impossível acontece, e Branden, o Lothário destruidor de corações, se apaixona por Caroline. E ela? bem, já está 'caidíssima' na dele, querendo ou não.

Patricia Cabot escreveu 'Aprendendo a Seduzir' numa linguagem fácil, com pitadas de ironia, partes engraçadas e outras tantas bem quentes, tornando o livro bem prazeroso e leve.
Depois da centésima página, o livro corre muito rápido, fazendo com que o leitor fique naquela expectativa, aguardando ansiosamente o que acontecerá depois.
A capa do livro é belíssima e a diagramação ficou excelente. É uma pena um livro tão bom ter sido traduzido tão mau. Há diversos erros de tradução, palavras erradas, entre outros exemplos.
Este foi o primeiro livro que li de Patricia Cabot, pseudônimo da autora Meg Cabot. Muito melhor do que 'Liberte Meu Coração', merece cada momento utilizado na sua leitura.

Mais informações: aqui!

3 de jan de 2013

Passaporte Carimbado

A 150 km de Bariloche fica um dos destinos mais belos dos Lagos Andinos, Puerto Montt, quer conhecer?

A agitada Puerto Montt é a capital de um dos destinos mais belos do Chile, a Região dos Lagos, destino que agrada ao mais variado público. Considerada a porta de entrada para o sul gelado daquele país, essa região de quase 49 mil quilômetros quadrados, entre o Pacífico e os Andes, recepciona os viajantes com paisagens selvagens que impressionam pela beleza. Parques nacionais com milhares de árvores de alerce, lagos alimentados por geleiras milenares e vulcões com picos nevados formam uma paisagem exuberante, que se completa com a prática de esportes radicais em rios caudalosos. E tudo isso sem precisar se deslocar muito, pois os atrativos naturais mais visitados da região estão bem próximos a cidades que merecem uma visita mais demorada como Puerto Varas Frutillar.
O Lago Llanquihue e o vulcão Cabulco são um ótimo aperitivo para iniciar uma exploração da área, com alguns hotéis muito charmosos, com fina decoração, ótima cozinha (e adegas) e vistas enternecedoras.
Aqui famílias com crianças pequenas se divertirão com curtas caminhadas pelos lagos, praticando esportes náuticos e passeios a cavalo. Para os mais aventureiros, a região apresenta centenas de quilômetros de trilhas para caminhadas, paredes para os praticantes de montanhismo, corredeiras para rafting e paisagens exuberantes para quem curte uma bicicleta. Já para os que querem muito sossego, imagine-se acomodado em na confortável poltrona de seu hotel,  decorado com muito couro e madeira, do chão ao teto, com amplos janelões mirando os lagos e os vulcões. Na mão, uma taça do melhor vinho chileno. Não precisa de muito mais para considerar isso as férias dos sonhos.

Lembrando que não é necessário ter visto e que a alta temporada vai de dezembro até março.

Mais informações/fonte:aqui!
Vamos curtir?



1 de jan de 2013

E mais uma ano está começando... E que venha 2013, recheado de metas, planos, mas principalmente, de sonhos, realizações, sorrisos espontâneos, abraços apertados, voltas, reviravoltas, coração batendo forte e tudo aquilo que te faz bem.
"Um brinde ao inesperado e às diversas formas de ser feliz!"

 
Vamos curtir?